terça-feira, 8 de novembro de 2011

Eles são o mal, o lado negro da força!

O que eles mais odeiam é ver alguém feliz. Pessoas felizes não acreditam nas suas mentiras. Eles preciam de pessoas com ódio no coração e insatisfeitas com tudo e com todos. E se esforçam muito para fazer a tristeza crescer entre as pessoas.
Eles passam a vida inteira tentando te convencer que tudo está péssimo, que o mundo é mal, que todos te exploram. Mas o que eles não contam é que os maiores exploradores de todos são eles, que se sustentam com um dinheiro tirado de você sem autorização! E que quase nunca é usado como deveria.
Eles adoram ficar exigindo direitos, mas quase nunca cumprem seus deveres. São egoístas que usam o nome de todos para conseguir benefícios apenas para si mesmos. Aliás, deles vieram quase todos os corruptos que andam ocupando nosso noticiário.
Por causa deles a Varig faliu, e a Grécia também. E se dermos ouvidos para eles, eles farão falir tudo o que estiver no alcance deles.
Um típico sindicalista
Por causa deles os trabalhadores são mal tratados em repartições públicas. E os detratores não são punidos. Por causa deles a terceirização avança nas áreas públicas e privadas.
Por causa deles, pagamos impostos demais, e temos serviços de menos prestados pelo governo. Por causa deles as universidades públicas gastam demais e não conseguem oferecer mais vagas para o povão. Por causa deles, pessoas que não se esforçam nem um pouco continuam ganhando salário pago com impostos cobrados dos mais humildes.
Se há algo absurdo na sociedade hoje, algo que deveria ser reinventado, são eles. Eles são o mal, o lado negro da força. Os piores exploradores da sociedade moderna. Eles só atrapalham!
Todo o meu desprezo à grande maioria desses senhores que nunca quiseram defender as pessoas que dizem representar. Todo meu desprezo a grande maioria dos sindicalistas e seu egoísmo, seu gosto pela tristeza, pela preguiça e pelo mal!


Veja também:
- Que tal trabalhar para ganhar?
- Salário ou responsabilidade?
- Greve nos transportes
- Greve ou férias II: o absurdo dos sindicalistas
- Greve ou férias?

Nenhum comentário:

Postar um comentário