domingo, 17 de junho de 2012

Uso político dos sindicatos e da UNE

Outro dia vi um comentário de um aluno, entrando na onda das greves das universidades: ele questionava porque as TVs não falam sobre essas greves. E fiquei pensando se a Globo e as outras TVs realmente são as vilãs, escondendo a verdade do povo. Mas fui além do óbvio e indo a fundo, a verdade, verdadeira, é que essas greves que estão pipocando nas universidades e nos transportes públicos em quase todo canto do país é que são artimanhas maquiavélicas. Quem controla os sindicatos desses orgãos são partidos como PSTU, PCdoB, PSOL, enfim, todo aquele bando de esquerdistas sem noção que jamais vão conseguir apoio de mais de 1% da população do país. Mas ao invés de perceber que eles estão errados, vendendo uma opção - comunismo - que já se provou ineficaz há um século, os partidários dessas legendas se acham acima da população "inculta", acham que eles são muito mais inteligentes que os outros 99% e por isso precisam se manter na luta pelo poder até conseguir convencer a plebe de que estão certos. E faz parte dessa luta usar partidariamente os sindicatos para promover o partido por trás dos dirigentes: e isso eles só conseguem com greves. Greves normalmente definidas em assembléias onde uma diminuta minoria, normalmente formada só pelos próprios membros do partido, decide por todos os outros o início de uma greve e impõe a paralisação a todos com ameaças, piquetes e pressões psicológicas as mais variadas. Tudo isso para ver se eles conseguem eleger um ou dois vereadores em algumas cidades... Sendo as greves uma imensa manipulação, só resta aos orgãos de imprensa não divulgar essa manipulação, pois aí estarão fazendo o jogo desses partidos nanicos de pessoas não democráticas. Em resumo, concluí que a única forma da imprensa ser neutra, nesse caso, é realmente não divulgando muito...
Outro dia o Dirceu em discurso para a UNE - que há quase uma década tem as contas rejeitadas por irregularidades - pediu apoio dos estudantes para pressionar o Supremo a não votar o mensalão. E disse que era para evitar um julgamento político dele. Pera aí, Dirceu: quer dizer que você quer usar a UNE para fazer pressão contra o orgão mais alto da justiça do Brasil e ainda vem me falar que são os outros que estão fazendo exploração política? Bom, mas certamente a UNE, que recebe verbas do governo por caminhos os mais diversos, não vai deixar o companheiro Dirceu na mão.... Deixa eu lembrar, também, que a grande maioria dos ministros do supremo foi lá colocada pelo Lula e pela Dilma: se houver viés político no julgamento, não será contra o PT.  Além disso, Dirceu, você é contra esse julgamento porque, hein? Quem não deve, não teme...
É triste ver que os sindicatos que deveriam ser os legítimos representantes dos anseios dos trabalhadores, são apenas ferramenta de manipulação das massas por partidos nanicos. E que a UNE, que deveria ser a representante máxima dos estudantes, normalmente se volta contra aqueles que realmente querem aprender, preocupada demais que está em defender os partidos que a apoiam e os maconheiros que usam as universidades públicas como plataforma política - e de tráfico.

Veja também:
Sindicatos - Eles são o mal, o lado negro da força!
Política estudantil - a base corrupta do PT

A real verdade sobre a "comissão da verdade"
Justiça injusta III - drogas
E a nossa economia, dona Dilma? A coisa tá preta!
Funcionários públicos: direitos e deveres
Professores em greve: que decepção!

Nenhum comentário:

Postar um comentário