quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Homenagem aos finados dormindo...

Acordei no meio desta noite com o choro do baby... Estava sonhando, um sonho muito culto e adequado ao dia: estava sonhando que havia encontrado o Mário Lago e fui lá conversar com ele e pedir um autógrafo. É pena que o Mário já tenha ido embora, o Mário que faria 100 anos agora. Sobre ele falei neste post.
Ao chegar aos 40, começamos a perder tantas pessoas que nos são tão importantes, pessoalmente, ou por admiração, que o dia 2/11 nos traz reflexão. Refletirmos sobre o quão curta é nossa vida e o quão tristes são as perdas. Mas que "the show must go on" e o que melhor podemos fazer em homenagem a todos os que já foram é tentarmos ser o mais felizes possível. E deixar felizes quem ainda está por aqui.
Uma homenagem aqui aos meus queridos parentes que se foram, tios Fernando, Zé Luis, Cacilda, Armando, Hilário, Paulo, avós Zé, Ana e Renato e ao meu colega de turma da Unicamp, que nos deixou bem no início do curso.
Uma homenagem aos políticos decentes que me fizeram acreditar que dá para ser diferente: Mário Covas, Ulisses, Montoro, Tancredo...
Uma homenagem ao Senna (vide aqui), o maior herói esportivo dos últimos tempos no país. E até aos irreverentes Mamonas e Bussunda, que nos faziam tanto sorrir.
E vamos em frente, curtindo essa vida curta, em honra dos que já foram.

Veja também:
- Divulgue e apoie o projeto Mário Lago 100 anos
- O melhor presidente
- Um grande líder
- Um exemplo de pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário